Resenha: Volte para mim

Autora: Paola Aleksandra

Editora: essência

Lançamento: 2018

Literatura nacional

Gênero: Romance de época

Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐

Descubra seu lugar no mundo

Aos dezesseis anos, Brianna Hamilton fugiu da Inglaterra para a Escócia, abandonando sua família e as obrigações como herdeira de um duque. Em meio aos prados escoceses, a jovem encontrou refúgio e descobriu mais sobre a mulher que desejava ser. Mas, onze anos após a fuga, uma dolorosa verdade fará com que ela deseje nunca ter partido.
Voltar será como relembrar o passado, a fuga, o medo e as escolhas que precisou fazer. E, enquanto luta para reconquistar seu lugar junto à família, Brianna precisará superar Desmond Hunter, melhor amigo e primeiro amor, que anos antes ela escolheu deixar para trás.
Volte para mim é um romance arrebatador sobre recomeços, sentir-se inteira e, acima de tudo, confiar no amor.

Brianna foge para a Escócia e deixa tudo para trás sua família e seu melhor amigo Desmond ela sempre quis conhecer a terra da sua mãe e quando a oportunidade aparece ela não pensar duas vezes ao deixar seus familiares para trás

Mantenha a cabeça erguida. Não importa o que foi feito ou dito, o perdão existe para aqueles que enfrentam seus erros, superam o passado e constroem um novo futuro. Nunca esqueça disso, minha menina.

Anos mais tarde ela está de volta e sabe que não será fácil recupera o tempo perdido e o seu amor pois há muita coisa por trás de toda a magoa que ambos carregam

A verdade é que não existe pessoa certa ou pessoa errada, mas sim a necessidade de descobrir quem é certo para cada um de nós.

Brianna volta para sua casa mais ainda com receio do que encontrar ela vê o seu amor de sua mãe não mudou e que agora os papéis se inverteram agora é ela que conta para sua mãe sobre suas aventuras na Escócia. Ela sabe que a aproximação da sua irmã e do seu melhor amigo e amor e do pai será mais difícil.

Ajudei a mulher da minha vida a fugir sabendo que ela poderia construir um futuro na Escócia, ao lado do sobrenome de sua mãe e do homem que o avô escolheu para desposá-la. Arrisquei e acreditei em suas palavras quando anos atrás ela garantiu que sempre seria minha. E esse foi o meu maior erro.

Outros aspectos da historia

O livro é narrado em primeira pessoa, pela Brianna

Os Personagens são bem construídos e bem reais

  • A escrita da Paola é leve e fluida, li o livro super rápido, nem parece que esse é o livro de estreia da autora.

O livro me agradou bastante a forma como a autora escreveu o romance do livro que é uma coisa que eles tinham a anos e que o tempo que passaram separados não mudou em nada o sentimentos deles.

Minha opinião

Volte para mim é muito mais que um romance de época, É sobre descoberta de uma mulher forte do que ela era e do amor que mesmo com o passar do tempo não modificou. É uma historia sobre família, recomeço, e perdão. Eu recomendo volte para mim pois é mais que uma historia de amor entre amigos.

Resenha: Como não se apaixonar por um Duque

Autora: Michaelly Amorim

Editora:

Lançamento:

Literatura Nacional

Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐❤

Gênero: Romance de época

Livro 2 da serie amores indecentes

Sophia MacKyle Murray deixou sua família na Escócia para seguir seu sonho de ser modista. Ela escondeu sua ascendência aristocrática de todos ao seu redor sob o disfarce de Madame Charlotte.
Para todos, Madame Charlotte é uma viúva muito jovem, que construiu seu nome entre as modistas mais renomadas de Londres através do seu próprio talento. Ela está feliz com seu sucesso e pretende manter sua vida como está.
Mas ao ter os olhos do Duque de Norfall sobre ela, Charlotte se vê encrencada, pois, por mais que Phillip não esteja nos seus planos, é impossível não se render aos seus encantos. E quando o disfarce dela começa a ruir, ela terá que escolher entre confiar seu segredo ao Duque ou ficar presa em sua própria rede de mentiras.

Sophia ela quer ser modista mais isso é impossível sendo ela uma lady então para seguir seus sonhos ela foge de casa e tentar ir para Londres mais entra no navio errado e viajar para Ásia e depois para Londres, mais nessa viajem de Navio ela fica muito próxima do capitão e dos homens do navio

A Inglaterra lhe parecia um bom lugar, talvez lá conseguisse realizar o seu sonho. Precisava ao menos tentar, se ficasse ali sabia que seu futuro seria o que seu pai escolhesse para ela e isso era tudo o que ela menos queria. Sophia saiu escondida de sua casa e seguiu para o porto. Estava nervosa e com medo de não dar certo, porém arriscou e, no dia seguinte, estava fora do seu país e sozinha em alto-mar.

Anos se passam e Sophia agora é conhecida como madame Charlotte viúva de um marinheiro e famosa por esta confeccionando o vestido de noiva de Lady Elisabeth a futura condessa.

Phillip ele faz de tudo o que a mãe deseja é um bom filho e evitar escândalos, ele conhece madame Charlotte quando ela esta no navio onde estão suas sedas e eles trocam farpas e isso deixar os dois curiosos.

‒ Daria-me a honra dessa dança? – ele perguntou assim que escutou a orquestra se organizar para iniciar a valsa. Por um instante, ela pareceu que realmente ia recusá-lo, mas, logo em seguida, ela concordou com um aceno e seguiram para o salão.

Phillip e Charlotte se sentem atraídos um pelo outro mais ambos sabem que não podem passar disso pois ele é um duque, e Charlotte ama demais o que faz para poder abrir mão daquilo que lutou tanto para conseguir

Definitivamente tinha algo errado, aquela não era a mulher impetuosa e petulante que conhecia, era certo que a conhecia muito pouco, mas ainda assim estava diferente, parecia assustada. Mas com o que? Ela parecia disposta a não confiar nele, e ele até entendia, não eram confidentes, nem sequer eram próximos, então não podia esperar que ela lhe contasse seus problemas.

Charlotte está preocupada que o seu pai a encontre pois se encontrar ela sabe que não será nada bom para o seu segredo e seria um escândalo para o seu negócio. Ela vê em Phillip uma forma de ajudar quando vê que algumas coisas não vão bem

‒ Eu a quero, Charlotte, e não suporto a simples ideia de te perder. Adoro sua língua ferina, seu jeito petulante e sua pose de mulher independente. ‒ ele enumerou a puxando para si em um abraço. ‒ Você me tem cativo como nenhuma outra mulher teve. E acredito que posso estar apaixonado por você.

Outros aspectos da historia

O livro é narrado em terceira pessoa

Os personagens são bem construídos

A escrita da autora é leve e fluida li em um dia e não conseguir largar a historia.

Minha opinião

Eu amei o livro, a Charlotte e o Phillip é a prova que o amor não tem barreiras. O livro tem comédia e um pouco de drama que deixar a historia maravilhosa. Recomendo a leitura desse e do primeiro livro

Aqui

12 livros para ler em 2019

Olá leitores no post de hoje trago 12 livros que irei ler em 2019.

Lady Emeline Gordon é um exemplo de sofisticação entre a elite da sociedade londrina, uma mulher sempre elegante e extremamente educada. Por isso, ela é a dama perfeita para acompanhar Rebecca, a irmã mais nova de um bem-sucedido homem de negócios de Boston e ex-soldado das colônias. Samuel Hartley pode até ser um homem bem-afortunado, mas seus modos são tão selvagens quanto os confins das colônias onde foi criado. Afinal, quem usaria mocassins em um baile de gala? Sua arrogância e seu desprezo pelo decoro deixam Emeline furiosa, ainda que, no fundo, ela ache aquela ousadia atraente. No entanto, apesar da aparência rebelde, o ex-soldado é assombrado por uma tragédia: o massacre do 28º regimento, no qual centenas de seus companheiros morreram ― inclusive o irmão de Emeline, Reynaud. E é por esse motivo que Samuel está em Londres: para obter respostas, e não para se apaixonar. Mas isso não significa, porém, que seja fácil para ele controlar o próprio coração. Para Emeline, se afastar daquele homem também não é uma tarefa fácil, principalmente quando descobre que ele está tentando desvendar o mistério por trás da morte de seu irmão. À medida que os dois passam cada vez mais tempo juntos, se render àquela paixão se torna impossível. Mas Emeline não pode se comprometer com o forasteiro… por vários motivos. Só que algumas coisas estão além do controle de uma dama…

Aos dezesseis anos, Brianna Hamilton fugiu da Inglaterra para a Escócia, abandonando sua família e as obrigações como herdeira de um duque. Em meio aos prados escoceses, a ovem encontrou refúgio e descobriu mais sobre a mulher que desejava ser. Mas, onze anos após a fuga, uma dolorosa verdade fará com que ela deseje nunca ter partido. Voltar será como relembrar o passado, a fuga, o medo e as escolhas que precisou fazer. E, enquanto luta para reconquistar seu lugar junto à família, Brianna precisará superar Desmond Hunter, melhor amigo e primeiro amor, que anos atrás ela escolheu deixar para trás. Volte para mim é um romance arrebatador sobre recomeços, sentir-se inteira e, acima de tudo, confiar no amor.

A linda e encantadora Jasmine Greene nasceu para brilhar. Cantora nata, ela cresceu sabendo que tinha vindo ao mundo para ser famosa, pois sua mãe ― uma artista frustrada que concentrava na filha todas as suas expectativas ― não a deixava se esquecer disso um minuto sequer. A vida da jovem de 16 anos se resume a estúdios, aulas de dança e canto e a inúmeros testes para ser o grande nome da música pop. Ela não tem tempo nem de ir à escola, é educada em casa e sofre com a rotina atribulada. Para Jasmine, o pior de tudo é não poder cantar soul, sua paixão. Mas ela não reclama, porque, na verdade, seu maior sonho é fazer com que a mãe tenha orgulho dela. Elliott Adams é uma alma atormentada. Para ele, cada dia é uma batalha a ser vencida. O rapaz tímido, humilde e franzino sofre bullying na escola por causa de sua aparência e por ser gago. Mas ele é mais forte do que imagina e encontrou em seu saxofone uma válvula de escape. Tira todas as suas forças dos acordes de Duke Ellington, Charlie Parker e Ella Fitzgerald, seus maiores ídolos. Quando Jasmine finalmente consegue a permissão da mãe para frequentar a escola pela primeira vez na vida, sente que ganhou na loteria. Adora estar cercada de pessoas da sua idade, que vivem os mesmos dilemas e questionamentos… ela só odeia ver o garoto mais encantador que já conheceu na vida sofrer na mão dos valentões e fará tudo o que estiver ao seu alcance para mostrar a Elliott que ele não está sozinho. Aos poucos, esses dois jovens sofredores irão descobrir que têm muito mais em comum do que o amor pela música. Mas será que vão superar as reviravoltas que o destino preparou para eles?

Século XIX: status, vestidos pomposos, carruagens, bailes… Kathelyn Stanwell, a irresistível filha de um conde, seria a debutante perfeita, exceto pelo fato de que ela detesta a nobreza; é corajosa, idealista e geniosa. Nutre o sonho de ser livre para escolher o próprio destino, dentre eles inclui o de não se casar cedo. No entanto, em um baile de máscaras, um homem intrigante entra em cena… Arthur Harold é bonito, rico e obstinado. Supondo, por sua aparência, que ele não pertence ao seu mundo, a impulsiva Kathelyn o convida a entrar no jardim – passeio proibido para jovens damas. Nunca mais se veriam, ela estava segura disso. Entretanto, ele é o nono duque de Belmont, alguém bem diferente do homem que idealizava, só que, de um instante a outro, o que parecia a aventura de uma noite se transforma em uma paixão sem limites. Porém, a traição causada pela inveja e uma sucessão de mal-entendidos dão origem ao ciúme e muitas reviravoltas. Kathelyn será desafiada, não mais pelas regras sociais ou pelo direito de trilhar o próprio caminho, e, sim, pela única coisa capaz de vencer até mesmo a sua força de vontade e sua enorme teimosia: o seu coração.

Max Riley pode fazer com que as fantasias mais incríveis ganhem vida: sob o alterego de Mr. Romance, ele pode ser um bilionário dominador, um bad boy inocente, um geek sexy ou qualquer outro homem que satisfaça os desejos das mulheres solitárias da alta sociedade de Nova York. No entanto, nada disso envolve sexo: são apenas encontros inesquecíveis. Intrigada com a lenda urbana de Mr. Romance, a jornalista Eden Tate está determinada a publicar uma matéria revelando sua identidade e suas artimanhas. Desesperado para proteger seu anonimato, Max desafia Eden a ter com ele três encontros: se ela não se apaixonar por ele, poderá publicar a matéria. Caso contrário, deverá esquecer a história. Eden não tem dúvidas de que conseguirá resistir a todos os falsos personagens de Mr. Romance, mas será que é seguro entrar no jogo do maior mentiroso de todos?

Romântico e atual, o aguardado segundo livro da série de Mr. Romance (Masters of Love) traz o humor e os personagens envolventes característicos de Leisa Rayven. Asha Tate é uma ambiciosa assistente editorial. Romântica ao extremo, ela sonha com um amor que a leve às alturas. O homem ideal deve preencher todos os requisitos de sua longa lista – e talvez seja por isso que ela ainda não o tenha encontrado. Mas o romance fica em segundo plano quando o assunto é carreira, e tudo indica que ela está prestes a ser promovida. No entanto, para conseguir o cargo dos seus sonhos, ela deve achar um best-seller que balance o mercado editorial. Ela só não imagina que será balançada com ele. Em busca do próximo sucesso de vendas da editora Whiplash, Asha acaba entrando em contato com o Instagram do misterioso Professor Feelgood, que tem milhões de seguidores e um grande potencial de vendas. Mais do que apenas fotos sensuais de seu incrível corpo, o Professor posta poemas angustiados que atingem em cheio a sua alma. Mas o homem por trás da página acaba sendo bem diferente do que ela imaginava. Claro, seu corpo é lindo e seu rosto é de morrer, mas ele é intenso, arrogante e parece ter raiva do mundo todo – principalmente dela. Logo, o projeto dos sonhos de Asha parece ter tudo para se tornar um grande pesadelo. Para piorar, a atração que parece queimar entre ela e o Professor não ajuda em nada a manter sua cabeça no lugar. Dividida entre traumas do passado, sua carreira ascendente e sentimentos conflitantes, Asha terá que descobrir como publicar um sucesso editorial, resolver suas questões pessoais e, acima de tudo, lidar com o complexo Professor.

Ele venderia sua alma guerreira para possuí-la. O primeiro volume da série Highlanders Um sedutor lorde escocês… Ele é conhecido no reino como Falcão, o lendário predador nos campos de batalha e na cama. Nenhuma mulher resiste ao seu toque, mas nenhuma jamais conseguiu mexer com o coração dele ― até uma fada vingativa tirar Adrienne da Seattle dos dias de hoje e transportá-la para a Escócia medieval. Presa em um século que não é o seu, ousada demais, franca demais, Adrienne representa um desafio irresistível para esse conquistador do século XVI. Forçada a se casar com Falcão, Adrienne jura manter distância do marido ― mas o poder de sedução dele vai destruir lentamente a determinação dela. Uma prisioneira no tempo… Adrienne tem o “não” na ponta da língua para o notório lorde escocês, mas Falcão jura fazê-la sussurrar seu nome com desejo, implorando que ele a incendeie de paixão. Nem mesmo as barreiras do tempo e do espaço o impediriam de conquistar o amor dela. Apesar das incertezas sobre seguir seu coração apaixonado, a hesitação de Adrienne não é páreo para a determinação de Falcão de mantê-la a seu lado.

Conheça a heroína mais cativante que já embelezou as páginas de um romance Sofia Stanton-Lacy é alegre, impulsiva e de uma franqueza desconcertante, características que não combinam com o que se espera de uma mulher em sua posição na sociedade londrina do início do século XIX. Educada durante as viagens de seu pai, órfã de mãe, ela chega à casa de sua tia em Berkeley Square para derrubar as convenções e surpreender a todos com seus modos independentes e sua língua afiada. E Sophy parece ter chegado no momento certo: seus primos estão com muitos problemas. O tirânico Charles está noivo de uma jovem tão maçante quanto ele, já Cecilia está apaixonada por um poeta, e Hubert tem sérios problemas financeiros. A prima recém-chegada decide então ajudar a todos com sua determinação e impetuosidade, e acaba enfrentando agiotas, roubando os cavalos de seu primo e atirando de raspão em um honrado cavalheiro. Embora sejam sempre mirabolantes e arriscados, seus planos sempre dão certo e tudo parece estar sob seu controle. O que ela não espera, porém, é que seu primo Charles, que aparentemente não vê a hora de arrumar um marido para ela, de repente passa a enxergá-la com outros olhos…

Um livro sobre a luta para manter o amor da sua vida, mesmo quando o futuro é incerto. O primeiro último beijo conta a história de amor de Ryan e Molly, de como eles se encontraram e se perderam diversas vezes ao longo do caminho. Na primeira vez em que eles se beijaram, Molly soube que ficariam juntos para sempre. Seis anos e muitos beijos depois, ela está casada com o homem que ama. Mas hoje Molly percebe quantos beijos desperdiçou, porque o futuro lhes reserva algo que nenhum dos dois poderia prever… Esta história comovente, bem-humorada e profundamente tocante mostra que o amor pode ser enlouquecedor e frustrante, mas também sublime. Na mesma tradição de P.S. Eu te amo e Um dia, O primeiro último beijo vai fazer você suspirar e derramar lágrimas com a mesma intensidade.

Um thriller psicológico aterrorizante perfeito para os fãs de A Garota no Trem Um ano depois de Lydia, uma de suas filhas gêmeas idênticas, morrer em um acidente, Angus e Sarah Moorcroft se mudam para a pequena ilha escocesa que Angus herdou da avó, na esperança de conseguirem juntar os pedaços de suas vidas destroçadas. Mas quando sua filha sobrevivente, Kirstie, afirma que eles estão confundindo a sua identidade ― que ela é, na verdade, Lydia ― o mundo deles desaba mais uma vez. Quando uma violenta tempestade deixa Sarah e Kirstie (ou será Lydia?) confinadas naquela ilha, a mãe é torturada pelo passado ― o que realmente aconteceu naquele dia fatídico, em que uma de suas filhas morreu?

Alexandre Ferraz é um renomado advogado criminalista apaixonado pelo que faz. Além do sucesso inquestionável na carreira jurídica, também usufrui do impacto devastador que provoca nas mulheres a sua volta. E com a sua nova estagiária Maria Clara não seria diferente. Recém-chegada de uma temporada fora do país, quando acompanhou o então namorado e cantor pop Dereck Mayer em turnê pelo mundo, a estudante de Direito está determinada a cumprir as horas de estágio para finalmente ganhar o diploma, nem que para isso tenha de resistir aos hipnotizantes olhos azuis do dr. Ferraz. Assim como o seu chefe, a jovem leva uma vida descompromissada, curtindo o sexo oposto sem romantismo ou grandes demonstrações de afeto. O amor não tem leis traz a arrebatadora história de um homem e uma mulher que buscam, acima de tudo, o prazer, mas que quando colocados frente a frente terão de aprender a lidar com sentimentos até então desconhecidos para eles. O que esperar desses dois? O amor será capaz de transformá-los?

Em plena festa de réveillon, Pedro Salvatore é surpreendido por uma chamada urgente do hospital. Um casal conhecido havia sofrido um grave acidente de carro. Durante os dias de agonia que precederam as mortes, a mulher teve forças apenas para instituí-lo como tutor de sua filha de 17 anos, Beatriz Eva. Aos 32 anos, Pedro é um homem marcante, consciente de suas virtudes, porém preso a medos que o tornaram solitário e atormentado por pensamentos compulsivos. Agora, ele terá de enfrentar um grande desafio: se encarregar da educação de uma adolescente com amnésia e que o seduz a todo o momento. Bya se apaixonou por Pedro desde o primeiro instante em que abriu os olhos e viu aquele homem alto e de olhar penetrante ao lado de seu leito hospitalar, velando seu sono. Ela ignora o passado dele, mas sabe que sua vida será dedicada a conquistar a afeição daquele que se tornaria seu tutor. Dois corações maltratados pelo destino. Duas almas que se encontram na tragédia. Dois corpos que clamam por saciar um desejo cada vez mais irresistível. Até que ponto Pedro seria capaz de parar de racionalizar e se entregar a um amor verdadeiro, aquele que finalmente daria sentido à sua existência?

E ai já separaram os livros para ler no próximo ano? Já leu algum desses me dizem o que acharam nos comentários sem spoiler por favor.

Resenha: Noivos para sempre

Autora: Clara de assis

Editora: Charme

Lançamento: 2018

Literatura nacional

Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐❤

Gênero: Romance

Livro 02 da família Di Piazzi

Ao desembarcar na Itália, Giovana Brandão sabia ter uma pequena chance de reencontrar Enzo Di Piazzi, mas era um risco que teria de correr se quisesse participar do casamento de uma de suas amigas. Além disso, o convite não poderia ter vindo em momento melhor. Com uma série de atitudes equivocadas, afastar-se do Brasil soava como uma ideia genial para Giovana, mesmo que significasse empurrar os problemas para debaixo do tapete.
Enquanto Giovana evitava confrontos a todo custo, parecia que “problema” era o segundo nome de Enzo, que não tinha fama das melhores, embora não se achasse tão canalha quanto diziam. Aliás, seus não-relacionamentos estavam ótimos, obrigado. Bem, isso até dar de cara com a única mulher que o fez de bobo.
Para Giovana, Enzo talvez fosse, de todas as escolhas que já fez na vida, a pior: canalha, egocêntrico, debochado, boca suja, imoral… e irresistível, principalmente quando estava determinado a ficar com Giovana… enquanto ela estivesse na Itália. A proposta mais direta que Giovana recebeu era honesta, prática, e eles eram adultos, então, por que parecia que algo daria terrivelmente errado?

Giovanna está indo para o casamento da Debora e do Théo que é na Toscana e lá ela reencontra Enzo e ela finge no primeiro momento que não conhece ele.

— Que aposta? — Se o Pietro ganhar, você e eu vamos ter uma conversinha. Mas, se o Anghelo for o vencedor, você pode continuar fingindo que eu não sacudi o seu mundo.

Enzo ele reconhece Giovanna assim que põe os olhos nela mais como ela fingir não o reconhecer ele faz uma aposta com ela, parar de fingir que não o conhece.

Giovanna deixou o Enzo na cama e sumiu e ele ficou possesso com o desaparecimento dela e agora ela fingir não o conhecer.

Eu quis arrancar aquele sentimento ruim que se interpunha em nosso caminho. Ao mesmo tempo, não seria capaz de tentar obter dela qualquer informação. Eu não era seu confidente, não estava ali para me envolver em seus problemas. Essa merda de tentar consolar é o que estraga toda a diversão.

Enzo e Giovanna eles resolvem que iram ficar juntos o tempo que ela ficar na Toscana, e isso é bom para ambos até que eles começam a ter sentimentos um pelo outro, eles relutam a aceitar o que estão sentindo

O mundo parecia de ponta-cabeça. Eu apertava os punhos conforme o idiota seguia falando da minha mulher como se fosse dele!

Outros aspectos da historia

O livro é narrado em primeira pessoa intercalando entre a Giovanna e o Enzo

Os personagens são bem reais e construídos

A escrita da autora é fluida e leve é o segundo livro dela que eu li o primeiro foi aluga-se um noivo e fiquei impressionada.

Minha opinião

Sabe aquele livro leve e divertido esse livro é noivos para sempre e a Giovanna e Enzo são bem divertidos tentando não mostrar que estão apaixonados um pelo outro.

Resenha: Benjamim

Autora: Mari Sales

Lançamento: 2018

Literatura nacional

Gênero: Romance

Nota:⭐⭐⭐⭐

Marcados por uma tragédia em sua infância, os irmãos Valentini estão afastados há muito tempo uns dos outros. Benjamin, o irmão mais velho, precisou sofrer uma desilusão para saber que a família era o pilar de tudo e que precisava unir todos novamente.
Embora a tarefa parecesse difícil, ele encontra uma aliada para essa missão, a jovem Rayanne, uma mulher insegura, desempregada e apaixonada por livros, que foi contratada para organizar a biblioteca da mansão e encontrar os diários secretos da matriarca da família.
Em meio a tantos mistérios e segredos, o amor familiar parece se renovar tanto quanto o amor entre um homem e uma mulher de mundos tão distintos.

Benjamim perdeu os pais e se afastou da sua cidade natal assim como dos irmãos que ele não tem contato há anos ele resolve voltar para a sua cidade natal com o proposito de se aproximar dos irmãos que ele não ver e não se falar a anos tirando emails da empresas.

— Quer parar de fugir de mim? — ele falou bravo e conseguiu segurar meu pulso, me fazendo recuar e bater contra seu corpo. — Não tive a intenção de te ofender, você precisa entender o meu lado também…

Rayanna ela é uma jovem de 25 anos que morar com a avo é formada em jornalismo, mais não exerci a profissão ela ama ler livros e a avô dela conseguir um trabalho na mansão dos Valentini que é para arrumar e limpar a biblioteca que tem na mansão e ela é instruída de se achar qualquer coisa é para ela chamar dona Judith e não mexer em nada.

— Oh, Ray… — Ele me abraçou com força e eu suspirei com dificuldade. — Você é a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Você não ilumina só o meu dia, mas minhas noites e pensamentos. Eu não sei se consigo ficar sem você na minha vida por muito tempo.

Ela arruma a biblioteca e acha uns documentos com fotos e muitas outras coisas mais ao contrario de como é instruída a fazer Rayanna abre a pasta e começa a olhar as coisas até que Benjamin entra e pegar ela no flagra bisbilhotando o que não devia.

Benjamim se encanta com Rayanna e por mais que ele desconfie de tudo e de todos da uma chance para ela e eles se aproximam e dessa aproximação nasce uma paixão.

Outros aspectos da historia

O livro é narrado pela Rayanna e o ultimo capitulo por Benjamim
Os personagens são bem construídos

O que eu não gostei do livro foi a Rayanna ela por mais que não tenha experiência nenhuma se comportava como uma menina de 17 anos e não uma mulher de 25.

A escrita da Mari é leve fluía rapida de ler ela te prende na historia na Primeira pagina.

Minha opinião

Eu amei o livro o mistério que envolve a familia Valentini te deixar preso do inicio ao fim e esse é só o primeiro livro da serie e o misterio não é revelado nesse livro, mais o casal é bem lindo de se acompanhar é uma serie para se viciar se você gostar de livro envolvendo família super recomendo a Família Valentini

Resenha:Como num filme

Autora: Lauren Layne

Editora: Paralela

Lançamento: 2018

Literatura estrangeira

Nota:⭐⭐⭐⭐⭐❤

Gênero: New adult

Serie recomeços

As regras são claras… até o momento em que são quebradas. Neste livro da série Recomeços, conheça a história de Ethan.

As únicas coisas que o mauricinho Ethan e a rebelde Stephanie têm em comum são o curso de cinema na Universidade de Nova York e o roteiro que precisam desenvolver juntos. Mas, quando a proposta de recriar clássicos de Hollywood se confunde com a realidade, eles acabam se tornando os protagonistas de uma história de amor digna de Oscar!
Ela quer um quarto confortável em uma boa casa. Ele quer ficar longe de sua ex. Eles precisam de uma boa nota. Convencidos a ajudar um ao outro, os dois entram em um acordo: Stephanie será a namorada de mentirinha de Ethan enquanto ele a deixa morar em seu apartamento. Para isso, ela deverá fingir ser uma perfeita lady: discreta, arrumadinha e, claro, completamente apaixonada… igualzinha à personagem do filme que estão criando.
Contudo, à medida que os dois se aproximam, Ethan se vê completamente apaixonado pela garota cheia de mistérios e contradições ao seu lado. Agora, ele vai ter que decidir: será que seus sentimentos são pela Stephanie de verdade? Ou apenas pela versão que ele criou?

Stephanie ela é estudante de cinema e está fugindo de ir para casa nas ferias e ela se inscreve no curso de verão com um diretor famoso de Hollywood.

“Quando está escuro demais para estudar, eu só sorrio e uso o reflexo dessas maravilhas, sabia?” É uma péssima resposta, mas só reviro os olhos e deixo que tenha a última palavra. Cansei dessa conversa absurda. Vou para a sala, sabendo que estou vinte minutos atrasada.

Ethan ele acabou de terminar o namoro e ele esta bem triste com isso mais ele não deixa isso abalar. Ele se inscreve no curso de verão como uma distração para não poder estagiar na empresa do pai.

Tudo em Stephanie Kendrick deveria matar o clima, mas meio que gosto dela. Talvez porque é sempre importante lembrar que a vida de outra pessoa pode ser pior que a sua, para que você pare de sentir pena de si mesmo.

Ethan e Stephanie não se dão bem no primeiro momento e quando eles são postos para fazer um trabalho em dupla eles tem que retratar um filme famoso. E eles resolve retratar um quadro famoso

Estou pensando que Ethan Price está se esforçando horrores para me animar. Para me fazer esquecer. Mas, principalmente, tento não pensar no que estou sentindo. Porque, o que estou sentindo, não tem nada a ver com uma farsa. O que estou sentindo parece real.

Ethan ele tem um compromisso com a sua família e a família dele quer que ele volte com a sua ex, mais Ethan não quer ele pede a Stephanie que seja sua namorada de mentira e ela reluta mais ele vem com uma proposta irrecusável.

Não pergunto o que vai acontecer quando o roteiro estiver pronto e ela tiver ido embora, porque tenho medo da resposta. Tenho medo de que o que estamos vivendo agora seja resultado da situação atípica em que nos colocamos, e que não vamos resistir a longo prazo. Mas tampouco me despeço. Porque acho que não vou conseguir.

Outros aspectos da historia

O livro é narrado em primeira pessoa por Ethan e Stephanie

Os personagens são bem construídos

A escrita da autora é maravilhosa e fluida li em um dia esse livro.

Minha opinião

O livro é clichê mais não é ruim, ele é um livro bem leve e gostosinho de ler Stephanie e Ethan é aquele casal fofo que são bem diferente. Eu gostei bastante do livro. Eu recomendo bastante desse livro.

Quotes que eu amo: O natal dos Brachmann

Esse conto é maravilhoso

E ele é um conto de um dos melhores livros que li na vida.

Saudades, minha mente corrige. Seria essa a palavra que Amélia usaria para definir o sentimento: uma falta tão grande, tão intensa, que é quase uma dor física. E assim, sem aviso, a pontada aguda e lasciva de saudades dela invade meu coração.

Amélia é a palavra que suspiro para mim mesmo nas noites insones, nas páginas de nossos romances preferidos e nas notas de nossas canções, apenas para me lembrar de que um dia ela existiu, e eu a amei mais do que qualquer outro homem foi capaz de amar uma mulher.

Basta que eu imagine uma vida longe de tudo que me restou de Amélia para que meu coração já partido pareça se despedaçar em milhares de pedaços.

É a primeira vez em anos que digo seu nome em voz alta. É como se o som bastasse para destruir, e ao mesmo tempo remendar meu coração.

Um resquício de sorriso se forma no rostinho dela. Um dia, quando encontrar alguém a quem ame de verdade, sei que ela entenderá do que estou falando, e olhará para trás e perceberá que nunca houve motivo para sentir ciúmes. Nem todos amam uma só vez na vida, mas aqueles de nós que o fazem estão marcados para sempre. Nenhum meio amor nos basta, nenhum pequeno sentimento. Quem prova do vinho doce das almas gêmeas não pode nunca mais contentar-se com a sidra barata das companhias passageiras.

Resenha: Ayra

Autora: Andy Collins

Editora: The Gift Box

Lançamento: 2018

Literatura nacional

Nota:⭐⭐⭐⭐⭐

Gênero: Romance darck

Spin-off do livro Cage

As histórias de contos de fadas que as crianças ouvem, nunca fizeram sentido. Não para mim, de qualquer forma.
Descobri muito cedo o que eram monstros de verdade, e que eles não vivem embaixo da cama.
Eles vivem sobre ela. Do meu lado. Em cima de mim.
Eu sabia que não precisava de um príncipe encantado, necessitava de um dragão. Não para me resgatar, mas para caminhar ao meu lado.
E ele surgiu, só que estava como eu.
Vazio. Sozinho. Atormentado.
Sobrevivendo.
Éramos dois corações cautelosos tentando descobrir como se curar. Só que para isso, eu precisaria abrir portas.
Portas que jamais pensei que conseguiria sequer chegar perto.

Ayra ela não teve uma infância dos sonhos e isso modificou a mulher que ela é hoje pois quem deveria a proteger foi o causador da sua dor, ela pensava que tinha superado isso, mais Luke provou o contrario a ela.

A simples ideia do toque me deixava apavorada. As lembranças eram verdadeiros tormentos. E tudo o que aconteceu naquele incêndio só serviu para quebrar algo que acreditava já ter consertado. Bastaram palavras. Apenas palavras para me aniquilar. Luke sabia disso, e usou cada parte frágil que ainda me restava contra mim.

Ayra está tentando se recuperar dos acontecimentos que fizeram ela abrir os olhos e saber que não estava bem que estava vivendo uma ilusão e que isso teria que mudar.

Fui subjugada, humilhada. Tive cada sonho destruído – noite após noite – pelo homem que supostamente deveria zelar por mim. A autoestima foi jogada no lixo, minhas fraquezas expostas pelo homem que tinha o mesmo rosto do meu melhor amigo. Não podia me arriscar novamente, não depois que demorei tanto tempo para me reerguer.

Ayra é a melhor amiga de Cage mais é difícil para se aproximar dele depois de tudo que aconteceu a ela principalmente agora.

A minha vida toda aprendi que o nosso passado faz parte de quem nos tornamos, que por mais que as memórias doam, elas não somem. Então é preciso lidar, encarar o feio para
aproveitar o belo.

Daniel é melhor amigo de Cage e ele perdeu a esposa e descobriu que o seu casamento sempre foi a base de mentiras, ele salva a Ayra e depois não tem mais contato. Até que a empresa dela é contratada para fazer investimento na empresa que ele tem com Cage.

Daniel ele senti uma forte atração por Ayra e ela por ele, mais ela esta tentando se recuperar e o que começa com uma amizade se transforma em algo mais.

Minha salvação não era real, apenas foi inventada para que eu pudesse ter algo em que acreditasse merecer. A cor do cabelo, a personalidade, até a droga do meu nome não era verdadeiro.

Outros aspectos da historia

Pode conter Spoiler

O livro não tem o foco no romance em si, mais sim em Ayra.

O livro é narrado pelo Daniel e Ayra.

Os personagens são bem construídos e bem reais

A escrita da autora é maravilhosa,

E super fluida.

Minha opinião

Eu amei o livro, a Ayra é uma personagem maravilhosa, e tudo que ela passou a transformou em uma personagem para se admirar.

Eu recomendo essa leitura.

Quotes que eu amo: Outros jeitos de usar a boca

Olá leitores do amor, quem me conhece sabe que eu não gosto de poemas ou poesia, mais eu estava entrando em uma ressaca literária e uma amiga me recomendou esse livro e não me arrependi de ter dado a ele uma chance.

sexo exige o consentimento dos dois se uma pessoa está ali deitada sem fazer nada porque não está pronta ou não está no clima ou simplesmente não quer e mesmo assim a outra está fazendo sexo com seu corpo isso não é amor isso é estupro

tenho tanta dificuldade de entender como alguém pode derramar sua alma sangue e energia em alguém sem pedir nada em troca – tenho que esperar até ser mãe

não quero ter você para preencher minhas partes vazias quero ser plena sozinha quero ser tão completa que poderia iluminar a cidade e só aí quero ter você porque nós dois juntos botamos fogo em tudo

eu não fui embora porque eu deixei de te amar eu fui embora porque quanto mais eu ficava menos eu me amava

é preciso ter elegância para continuar sendo gentil em situações cruéis

quero pedir desculpa a todas as mulheres que descrevi como bonitas antes de dizer inteligentes ou corajosas fico triste por ter falado como se algo tão simples como aquilo que nasceu com você fosse seu maior orgulho quando seu espírito já despedaçou montanhas de agora em diante vou dizer coisas como você é forte ou você é incrível não porque eu não te ache bonita mas porque você é muito mais do que isso

Resenha: Bodas de fogo

Autora: Deborah

Editora: Bezz leque rosa

Lançamento: 2017

Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐

Gênero: Romance de época

Tentando evitar um casamento não desejado após receber um decreto do rei Edward de escolher um de seus cavaleiros, Aisley de Laci escolhe o Barão Montmorency, conhecido como o Cavaleiro Vermelho, cuja fama é de que se isolou para ter liberdade de praticar as Artes das Trevas. Na certa o rei não endossaria um enlace desse e Aisley poderia voltar para sua vida em Belvry. Reconhecido como um dos melhores em batalha, o Cavaleiro Vermelho isolou-se em Dunmurrow por motivos pessoais. E ele não quer uma esposa, não importa o quão rica ou bela ela seja. Mas mesmo sendo quem era, ele não poderia desafiar a ordem do rei, e uma vez que ela venha a ele, ele toma – e preserva. Embora Aisley se recuse a acreditar nas histórias que fazem de Montmorency mais mito do que mortal, ela começa a se perguntar se ele possui poderes misteriosos. Senão, como explicar seus próprios sentimentos crescentes para com seu marido, um homem envolto pelas sombras e do qual ela nunca viu o rosto? Estaria ela sob um feitiço ou tinha verdadeiramente contraído Bodas de Fogo?

Aisley tem o decreto do Rei Edward que terá que se casar ela pode escolher qualquer cavalheiro do rei para ser seu futuro marido, mais a ultima coisa que ela quer é se casar e ela sabe que não pode ir contra o decreto do rei e ela escolhe um que ela tem certeza que fara o rei desistir dessa ideia de casa-la.

Ela escolhe o cavalheiro vermelho pela sua péssima reputação e a sua certeza que o rei vai manda-la escolher outro pretendente, mais o rei acaba aceitando a sua escolha de marido e manda ela para o castelo do barão Montmorency.

O rei tivera a consideração de lhe conceder uma audiência particular, mas Ailsey não sabia se isso era uma bênção ou uma maldição. Se Edward quisesse contrariar sua decisão, seria mais difícil fazê-lo diante de uma sala cheia de pessoas. Ali, em meio a um grupo pequeno, ela não tinha tanta certeza.

Montmorency tem uma péssima reação quando descobre que Aishley o escolheu como pretendente, mais ele não ira contra a vontade de Edward que lutou junto com ele nas batalhas, ele não queria se casar, mais também não poderia desafiar o rei.

— Edward não vai permitir que a moça continue gerindo sua propriedade sozinha — Piers disse, passando os dedos pela barba áspera. — Mesmo se a igreja concordar em anular nosso casamento, o rei simplesmente pedirá que ela escolha outro marido.

Aishley não acredita que vai se casar com o cavalheiro vermelho e ela vê os seus planos irem agua abaixo quando ela se casa com o cavalheiro vermelho, ela ficar pensando em uma maneira de anular o casamento, mais quando isso não acontece ela faz as reformas para que Dunmurrow fique mais como o seu lar

O cavalheiro vermelho tem um segredo, e Aisley não sabe o que é ela tenta descobri o motivo dele viver envolto as sombras mais não sabe o motivo de ele se esconder, e ela atribui isso as lendas que contam sobre ele, por mais que ela tente ser o mais racional possível. E não acreditar em tudo que contam a respeito dele.

Ele não quer que Aisley descubra o seu segredo, tem medo que ela desapareça quando descobri o seu segredo, ele já é apaixonado por ela mesmo não deixando transparecer os dias dele são mais alegres com a presença dela.

Outros aspectos da historia

O livro é narrado em terceira pessoa, e vemos os personagens pelo modo geral, eles são muito bem construídos, e são bastante cativantes, o que me agradou no livro foi o modo diferente em que a autora construiu o romance deles, e como a Aishley é uma personagem que luta pelo que quer.
Nunca tinha lido nada da autora antes, mais me surpreendi com a escrita dela. Foi fluida e me prendeu bastante na historia e o segredo do barão me surpreendeu pois não esperava por isso.

Minha opinião
Esse romance de época me surpreendeu e a protagonista é uma das que não se envergonha de enfrentar o marido e que bate de frente, a Reviravolta que o livro tem me deixou de queixo caído, nunca imaginei o que aconteceria e o segredo do protagonista.
Se esta a procura de um romance de época com um segredo e reviravolta bodas de fogo é para você recomendo esse livro.